Food Truck é cancelado pela falta de alvará

Secretário de Desenvolvimento Econômico garantiu que sem o cumprimento das leis municipais, evento algum pode ser realizado. Na noite de hoje (3) aconteceria o evento...

237 0

Secretário de Desenvolvimento Econômico garantiu que sem o cumprimento das leis municipais, evento algum pode ser realizado.

Na noite de hoje (3) aconteceria o evento que reuniria diversos Food Trucks, porém, os comerciantes, que vieram de Santa Catarina para Três Lagoas, não estariam cumprindo a legislação e o alvará que o município exige.

Nos últimos dias, a organização do evento passou a intensificar a divulgação do evento, através da página no Facebook, porém, nesta sexta-feira (3), dia em que iniciaria o evento, representantes da ACI (Associação Comercial e Industrial) e do Sindicato do Comércio, cobraram da Secretaria de Desenvolvimento Econômico parecer sobre a legalidade do evento.

Levantamento feito pela ACI e Sindicato mostram que a organização do Food Truck não apresentou alvará, tão pouco, outras documentações exigidas pelo município para que um evento desse porte seja realizado.

Em nota, o 5º Grupamento de Bombeiros informou que o local onde seria realizada a “festa” não atende as exigências necessárias para atender ao público. Foi realizada vistoria, porém, o Corpo de Bombeiro não certificou o evento. “Em razão das solicitações que estamos recebendo, informamos que em relação ao evento Food Truck infelizmente não foi possível ao Corpo de Bombeiros certifica-lo, por não atender exigências legais, informou em nota.

Conforme o Corpo de Bombeiros, a direção do evento disse que entraria com liminar judicial para conseguir realizar o evento no município.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Tonhão, a organização de qualquer evento como este deve procurar a secretaria e apresentar requerimento para solicitar alvará, porém, isso não aconteceu.

“Eles estão irregulares e estando irregulares nós não podemos permitir que esse festival seja realizado, além disso, nós temos que analisar todo contexto da cidade e essa provocação feita pela Associação e os Sindicatos, que estão defendendo o comércio de Três Lagoas”, defendeu.

Foto: Reprodução

Veja Também

Neste artigo

Participe da conversa