QUEM É PAULO PEREIRA? 

Para mim pouco importa a identidade verdadeira do "Paulo Pereira", se ele é homem, mulher ou transgênero, suas informações sim, é que são relevantes, já que todas elas são acompanhadas de documentos dando veracidade aos fatos relatados.   Quem é esse personagem que...

308 0

Para mim pouco importa a identidade verdadeira do “Paulo Pereira”, se ele é homem, mulher ou transgênero, suas informações sim, é que são relevantes, já que todas elas são acompanhadas de documentos dando veracidade aos fatos relatados.

 

Quem é esse personagem que surgiu em Andradina nos últimos meses?  Sua chegada causou um grande impacto nas pessoas da cidade.  Muitas pessoas estão achando maravilhoso, pois, suas postagens em redes sociais têm revelado grandes problemas

Charge produzida pelo artista Andradinense Lair Guedes

na administração pública.  Ele tem agido semelhante a um herói mascarado, verdadeiro paladino da justiça.  Alguém sabiamente já o apelidou de “Justiceiro Virtual”, ninguém sabe quem é, se é homem ou mulher, e usa um pseudônimo de Paulo Pereira. Através desse codinome, sem revelar sua verdadeira identidade, tem trazido à tona verdadeiros escândalos da administração Tamiko/Jamil, mostrando o total despreparo da prefeita para administrar os recursos da cidade. A cada denuncia feito pelo “Paulo Pereira” mostra claramente a fraqueza e a incompetência desta administração.  São tantos os problemas que fica difícil descreve-los em apenas um texto, precisaria no mínimo uma grande série de reportagem para tal.  Só para enumerar, citarei apenas 3 problemas gravíssimos:
(1) O gigantesco número de secretarias (22), o que gera grandes e desnecessárias despesas para o município. Andradina tem pouco mais de 50 mil habitantes, não justifica tal número, comparada à cidade de São Paulo que são 25 secretarias para mais de 12 milhões de habitantes.  Em Andradina, algumas dessas tais secretarias não se sabe quais são suas reais utilidades e qual o seu resultado prático em benefício da população. Nota-se claramente que tais secretarias servem apenas para acomodar partidários políticos, verdadeiro cabide de emprego. 

 

o drama da Piscina olímpica
charge produzida pelo artista Andradinense Lair Guedes

(2) O problema da piscina olímpica que era para estar pronta em fevereiro de 2017, passou- se um ano e nada ficou esclarecido.  A administração Tamiko/Jamil nunca deu uma declaração a respeito, deixando o povo no escuro tirando suas próprias conclusões. Sabe-se que já foram gastos aproximadamente quase 500 mil reais nas fundações e o projeto não caminha. As fundações estão todas expostas às intempéries naturais, estão se degradando, sendo corroídas pela ferrugem.  O povo quer uma explicação para tal atraso, é falta de verbas? São muitas perguntas e dúvidas para serem esclarecidas.   

(3) As ambulâncias municipais estão todas praticamente quase inutilizadas, as que estão rodando tem problemas. O mais grave é a denúncia que uma das viaturas foi até a Cidade de São Paulo e não conseguiu voltar, quebrou e precisou ficar em uma oficina mecânica, o dono da oficina informou que a tal ambulância se encontra estacionada em um estacionamento privado, portanto gerando mais despesas para onerar os cofres públicos. Até o presente momento não foram buscar o veículo do serviço público.  O dono da oficina reclama que não consegue contato com os responsáveis. Portanto o serviço foi realizado e o mesmo não foi pago até a data em que escrevo este artigo.

Quem é Paulo Pereira?  Esse verdadeiro Justiceiro Virtual que expõe de forma contundente os vexames e falcatruas da administração pública da cidade de Andradina. 

Nos últimos dias o foco do paladino foi voltado para a câmara dos vereadores, revelando à luz da

Caricatura Vereadores de Andradina
charge produzida pelo artista Andradinense Lair Guedes

verdade os enormes desmandos que acontecem ali.  Os gastos astronômicos em diárias dos vereadores em suas viagens para supostas buscas de recursos para a cidade.  Segundo foi apurado, tem vereadores que receberam diárias até no recesso parlamentar.  Recentemente o presidente da Câmara de Andradina, Raimundo Justino de Souza (PEN), foi preso acusado de tentar fraudar licitação para contratação de monitores escolares realizada pela Prefeitura de São Joaquim da Barra (SP). Ele é acusado de ter ofertado dinheiro para uma das concorrentes desistir de participar do procedimento realizado pelo município, que fica na região de Franca e a 503 quilômetros de Andradina.   A atitude do presidente é incompatível com o cargo que exerce, está caracterizado aí a quebra do decoro parlamentar. Queremos ver o que os vereadores farão a respeito, será que serão corporativistas protegendo tal ilicitude?   Algo muito grave ocorreu dia 5 de fevereiro 2018 na primeira sessão ordinária da câmara, onde foi protagonizado um verdadeiro espetáculo de horror pelo vereador Mario Gay, que com total destemperança e falta de tato, arrogantemente ameaçou uma munícipe que estava acompanhado a sessão. Não satisfeito em seguida fez um tremendo escândalo ameaçando de morte uma repórter que fazia a cobertura do evento.  Tal fato notório chamou a atenção da imprensa local e nacional, levando a história através dos seus jornais matutinos transformando a cidade de Andradina em notícia não muito agradável. O tal vereador destemperado já havia protagonizados outras

Vereadores na corda bamba
charge produzida pelo artista Andradinense Lair Guedes

cenas escabrosas, por isso ele já responde judicialmente a uma outra ocorrência pelos mesmos motivos, a agressividade gratuita.
Como se não bastasse toda celeuma, na mesma noite alguns vereadores ainda aprovaram um polêmico projeto enviado pela administração Tamiko/Jamil.  A população presente na sessão foi contra a provação do tal projeto por entender que ele é completamente eleitoreiro (ano eleitoral, Jamil é candidato a deputado estadual) e não vai beneficiar a cidade em quase nada, pois serão apenas 50 famílias alcançadas, quando o problema da cidade é a geração de emprego e renda, o que não existe muitas perspectivas quanto a isso nessa administração.

Quem é Paulo Pereira?   Na realidade, essa não seria a pergunta certa a se fazer.  A pergunta certa seria:

O que vamos fazer com a enxurrada de informações que estamos recebendo deste Justiceiro Virtual?  Qual vai ser nossa atitude diante de tais denúncias? 

Para mim pouco importa a identidade verdadeira do “Paulo Pereira”, se ele é homem, mulher ou transgênero, suas informações sim que são relevantes, já que todas elas são acompanhadas de documentos dando veracidade aos fatos relatados.   Portanto só resta a concluir que esse personagem veio para ficar independente do que estão achando dele.  O que eu fico muito preocupado é que a mídia local não tem se manifestado a favor das denúncias.  A imprensa local tem os mesmos meios de obter as informações e nunca divulgaram nada.  Eles são coniventes com tais desmandos?   As verbas publicitárias é que falam mais alto do que a decência?  Fica aí meu questionamento e apoio explícito ao Justiceiro Virtual.   #somostodosPauloPereira 

 

Rodolpho Silva – colunista do Atalaia News. 

Veja Também

Neste artigo

Participe da conversa