TRÊS LAGOAS

ESPORTES

CBF define regras de futuras eleições

Publicados

ESPORTES


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) realizou uma assembleia geral extraordinária nesta segunda-feira (7) na qual foram definidas as regras que regerão as futuras assembleias eleitorais da entidade. O encontro contou com a representação das 27 federações estaduais e dos 20 clubes integrantes da Série A do Campeonato Brasileiro.

Na assembleia foi aprovado (por unanimidade de votos): que as equipes integrantes da Série B do Campeonato Brasileiro serão incluídas no Colégio Eleitoral; que será exigida a subscrição por parte de quatro federações filiadas e quatro clubes integrantes do Colégio Eleitoral para o registro de candidaturas; e que o peso dos votos será de três para federações estaduais, de dois para clubes da Série A e de um para clubes da Série B.

A assembleia aconteceu dias após o juiz Mário Cunha Olinto Filho, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), homologar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e pela CBF. O acordo firmado entre CBF e MPRJ previa a realização, em até 30 dias úteis, de assembleias para votar a reforma no estatuto da entidade e definir novas presidência e vice-presidências. A contrapartida do MPRJ será extinguir a ação civil pública que move contra a CBF desde julho de 2017.

Leia Também:  Surfe: Tatiana Weston-Webb cai nas oitavas de final de Pipeline

Histórico

Na ação civil pública de 2017, o MPRJ sustenta que a CBF fez uma “manobra” para aprovar um novo estatuto na assembleia de 23 de março daquele ano, “sem respeitar a convocação obrigatória dos representantes dos clubes da Série A”, o que estaria em desacordo com a Lei Pelé. O estatuto votado, segundo o Ministério Público fluminense, teria “critério diferenciado de valoração de votos, que impede os clubes de constituírem maioria nas eleições”.

As 27 federações, únicas a participarem daquela reunião, tiveram o peso dos votos triplicado, podendo chegar a 81 sufrágios juntas. Os 20 clubes da primeira divisão (peso dois) e os 20 da segunda divisão (peso um) atingiriam somente 60 votos. Em 2018, baseado no estatuto aprovado em março, Rogério Caboclo foi eleito presidente da CBF, em pleito questionado pelo MPRJ. O dirigente, porém, foi suspenso do cargo definitivamente em 24 de fevereiro, devido à acusação de assédio sexual que já o tinha afastado em setembro do ano passado.

No último dia 25, o próprio juiz Mário Cunha Olinto Filho suspendeu, até 25 de abril, o processo que apura a eleição de 2018, atendendo a uma solicitação da CBF e do Ministério Público fluminense. Segundo o TJ-RJ, o requerimento foi peticionado após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinar intervenção na entidade, o que levou a Federação Internacional de Futebol (Fifa) a pedir “uma explicação legal detalhada sobre as consequências específicas da referida decisão”. A Fifa estabelece que as associações filiadas devem ser administradas “de forma independente e sem influência indevida de terceiros”, sob pena de sanções, como a exclusão da Copa do Mundo.

Leia Também:  Santos anuncia saída de Fábio Carille antes de clássico pelo Paulistão

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

ESPORTES

Libertadores: Fluminense pega Olimpia mirando vaga na fase de grupos

Publicados

em

Por


Motivado após a conquista da Taça Guanabara do Campeonato Carioca no último sábado (5) e depois de alcançar a 11ª vitória consecutiva na temporada, o Fluminense enfrenta o Olimpia (Paraguai), a partir das 21h30 (horário de Brasília) desta quarta-feira (9) no estádio Nilton Santos, pela terceira fase prévia da Copa Libertadores (esta é a última etapa antes dos grupos).

O técnico Abel Braga não tem grandes problemas para montar sua equipe para a partida decisiva. A ausência mais sentida é a do artilheiro Fred. Porém, o atacante argentino Germán Cano assumiu o comando do ataque nos últimos jogos, marcando gols importantes e dando provas de que é uma ótima opção para o Tricolor das Laranjeiras.

Se o argentino é presença certa diante dos paraguaios, fica a dúvida sobre o aproveitamento na equipe titular de outras peças que têm mostrado seu valor nas últimas partidas, como o meia-atacante colombiano Jhon Arias e os meios-campistas Martinelli e Nonato.

Após um 2021 de altos e baixos, o colombiano tem apresentado bom futebol no início da temporada, com dribles e gols decisivos. Já Martinelli e Nonato tiveram um aumento de produtividade e começam a fazer sombra a meios-campistas titulares do Fluminense, em especial Yago.

Leia Também:  Goalball: invicto, Brasil avança às quartas do Campeonato das Américas

Se Abel não tem problemas para escalar sua equipe, o Olimpia chega à partida com alguns problemas. O primeiro é a ausência do goleiro Alfredo Aguilar, que nem seguiu para o Rio de Janeiro para se tratar de uma celulite infecciosa no glúteo. Outro desfalque certo é o atacante Guillermo Paiva, artilheiro dos paraguaios na temporada e que está suspenso após expulsão na partida da última semana contra o Atlético Nacional (Colômbia).

Assim, as expectativas de o Olimpia alcançar um bom resultado se concentram no atacante Derlis González, camisa 10 da equipe e presença constante no selecionado paraguaio.

Transmissão da Rádio Nacional

A Rádio Nacional transmite Fluminense e Olímpia com a narração de Rodrigo Campos, comentários de Waldir Luiz e plantão de Bruno Mendes. Você acompanha o Show de Bola Nacional aqui:

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

TRÊS LAGOAS MS

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA