TRÊS LAGOAS

ESPORTES

Luiz Cláudio Pereira, multicampeão paralímpico, morre aos 60 anos

Publicados

ESPORTES


Morreu nesta terça-feira (8), em Medelín (Colômbia), o multicampeão pararalímpico Luiz Cláudio Pereira, aos 60 anos. Atual presidente da Associação Brasileira de Rugby em cadeira de rodas, Pereira acompanha a seleção brasileira no Campeonato das Américas quando faleceu na madrugada de hoje (8), conforme nota de pesar publicada pelo Comitê Paralímpico. A causa da morte não foi publicada.

Quinto maior medalhista paralímpico do país, Luiz Cláudio estava atrás apenas dos nadadores Daniel Dias, Andre Brasil e  Clodoaldo Silva, e da velocista Ádria Santos (atletismo).  Depois de se aposentar, ele foi vice-presidente do CPB, ao lado de Mizael Conrado, no período de 2009 a 2013.

“Dia muito triste para o esporte brasileiro, um ídolo que se vai, um amigo que perdemos. Sua contribuição para a causa da pessoa com deficiência nunca será esquecida por nós. Muito obrigado por tudo, descanse em paz”, lamentou Mizael Conrado, presidente do CPB.

Luiz Cláudio ficou paraplégico aos 16 anos, após um acidente ocorrido durante uma luta de judô. Enquanto atleta, ele subiu ao pódio nove vezes – sendo cinco delas com medalha de ouro – em três edições consecutivas da Paralimpíada: em 1984 (Stoke Mandeville/Inglaterra), em 1988 (Seul/Coreia do Sul) e 1992 (Barcelona/Espanha). Ele competiu nas provas de arremesso de peso, lançamento de dardo e de disco, além de pentatlo.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Leia Também:  Mundial de Clubes inicia com goleada do Al Jazira sobre rival do Taiti

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

ESPORTES

Libertadores: Fluminense pega Olimpia mirando vaga na fase de grupos

Publicados

em

Por


Motivado após a conquista da Taça Guanabara do Campeonato Carioca no último sábado (5) e depois de alcançar a 11ª vitória consecutiva na temporada, o Fluminense enfrenta o Olimpia (Paraguai), a partir das 21h30 (horário de Brasília) desta quarta-feira (9) no estádio Nilton Santos, pela terceira fase prévia da Copa Libertadores (esta é a última etapa antes dos grupos).

O técnico Abel Braga não tem grandes problemas para montar sua equipe para a partida decisiva. A ausência mais sentida é a do artilheiro Fred. Porém, o atacante argentino Germán Cano assumiu o comando do ataque nos últimos jogos, marcando gols importantes e dando provas de que é uma ótima opção para o Tricolor das Laranjeiras.

Se o argentino é presença certa diante dos paraguaios, fica a dúvida sobre o aproveitamento na equipe titular de outras peças que têm mostrado seu valor nas últimas partidas, como o meia-atacante colombiano Jhon Arias e os meios-campistas Martinelli e Nonato.

Após um 2021 de altos e baixos, o colombiano tem apresentado bom futebol no início da temporada, com dribles e gols decisivos. Já Martinelli e Nonato tiveram um aumento de produtividade e começam a fazer sombra a meios-campistas titulares do Fluminense, em especial Yago.

Leia Também:  Com gol de Hyoran, Bragantino consegue primeira vitória no Paulista

Se Abel não tem problemas para escalar sua equipe, o Olimpia chega à partida com alguns problemas. O primeiro é a ausência do goleiro Alfredo Aguilar, que nem seguiu para o Rio de Janeiro para se tratar de uma celulite infecciosa no glúteo. Outro desfalque certo é o atacante Guillermo Paiva, artilheiro dos paraguaios na temporada e que está suspenso após expulsão na partida da última semana contra o Atlético Nacional (Colômbia).

Assim, as expectativas de o Olimpia alcançar um bom resultado se concentram no atacante Derlis González, camisa 10 da equipe e presença constante no selecionado paraguaio.

Transmissão da Rádio Nacional

A Rádio Nacional transmite Fluminense e Olímpia com a narração de Rodrigo Campos, comentários de Waldir Luiz e plantão de Bruno Mendes. Você acompanha o Show de Bola Nacional aqui:

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

TRÊS LAGOAS MS

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA