TRÊS LAGOAS

POLITÍCA NACIONAL

140 milhões de vacinas até maio: promessa de Arthur Lira não foi cumprida

Publicados

POLITÍCA NACIONAL


source
Deputado Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara
Reprodução: iG Minas Gerais

Deputado Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara

Internautas resgataram nesta segunda-feira (31), ultimo dia do mês de maio, um tuíte feito pelo presidente da Câmara Arthur Lira (PP-AL) em março onde ele prometia que o governo federal entregaria até este mês 140 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19.

Contudo, a promessa não foi cumprida. Segundo dados do Ministério da Saúde, o número de doses de imunizantes destinados ao Plano Nacional de Imunização é de cerca de 90 milhões , sendo cerca de 50 milhões a menos do que o prometido.

Confira o tuíte de Lira:

Até domingo (30), 45 milhões de pessoas receberam ao menos uma dose da vacina contra a Covid-19 no Brasil.


Vacinas recusadas

Segundo depoimento do diretor do Instituto Butantan Dimas Covas durante sua oitiva na CPI da Covid na última semana, 60 milhões de doses da CoronaVac poderiam ter sido entregues no ano passado caso o governo federal fechasse acordo nas primeiras tratativas.

Em agosto de 2020, o governo Bolsonaro recusou oferta da Pfizer relacionada a compra de 70 milhões de doses de vacinas. O acordo só foi fechado em março deste ano.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLITÍCA NACIONAL

‘Estou me dispondo a voltar a ser candidato’, admite Lula

Publicados

em

Por


source
Lula
Ricardo Stuckert

Lula


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) admitiu que deve ser candidato à Presidência da República em 2022 . Em entrevistas e pronunciamentos, ele costuma dizer que ainda não decidiu sobre uma eventual candidatura, mas suas movimentações políticas são no sentido de entrar na disputa eleitoral.

Nesta quarta-feira (8), em discurso no 9º Congresso da Força Sindical, no Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, o petista falou mais abertamente sobre o assunto. “Eu estou me dispondo, depois de longas conversas com vocês, a voltar a ser candidato. Porque só tem uma razão para eu voltar, que é fazer mais do que eu fiz nos meus dois mandatos”, declarou para a plateia repleta de companheiros do sindicato.

Segundo o jornal O Globo, na ocasião, o ex-presidente direcionou seu discurso para a pauta trabalhista. Em meio a isso, Lula defendeu carteira assinada para entregadores que trabalham via aplicativo e criticou a condução econômica do país feita pelo ministro Paulo Guedes.

Leia Também

Além disso, o petista  comentou a insistência do governo em não exigir o passaporte da vacina para quem entra no Brasil. Na terça (7), o Ministério da Saúde anunciou que ignoraria a recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e impôs apenas quarentena de cinco dias aos viajantes .

Leia Também:  Acusado de celebrar soltura de Lula, Bolsonaro ataca Moro: 'Mentiroso deslavado'

“Ele [o presidente Jair Bolsonaro] precisa criar responsabilidade e permitir que as pessoas sejam obrigadas a apresentar o teste de vacinação, para proteger a sociedade brasileira. Afinal de contas, surgiu um vírus novo, que a gente não sabe a magnitude desse vírus”, criticou.


Nesse ponto, Lula se referia a variante ômicron do coronavírus, recém-descoberta e classificada como “variante de preocupação” pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Até o momento, o Brasil tem seis casos detectados, todos de pessoas que estavam fora do país.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

TRÊS LAGOAS MS

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA