TRÊS LAGOAS

MATO GROSSO DO SUL

Big Data: Fundtur publica Edital para desenvolvimento de plataforma de inteligência turística

Publicados

MATO GROSSO DO SUL


Foi publicado na última quinta-feira (20) Edital de chamamento público voltado para Organizações da Sociedade Civil (OSCs) do Estado, com o objetivo de selecionar proposta para o desenvolvimento e implementação de uma plataforma de inteligência turística com base em “Big Data” (grande volume de dados coletados de forma on-line).

Segundo o diretor-presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (FundturMS), Bruno Wendling, a plataforma mostrará dados importantes para o monitoramento da atividade turística. “É uma ferramenta fundamental, pois vai nos dar condições de tomar melhores decisões e até prever alguns cenários futuros. O conjunto de dados e informações por meio de um sistema de inteligência turística vai nos permitir traçar estratégias ainda mais assertivas de promoção, de apoio à comercialização e de ações voltadas para o mercado. Com certeza vai instrumentalizar muito mais o Observatório do Turismo”.

A plataforma permitirá monitorar toda a complexidade da atividade turística sul-mato-grossense, a partir da análise de dados e comportamento online dos usuários, durante todo o processo da viagem (seleção do destino e compra, realização da viagem e pós viagem) e compartilhamento, a partir de informações de perfil e comportamento do turista, movimentação aérea, hotelaria, gastos e rastros digitais.

Leia Também:  Diário Oficial desta sexta traz editais relacionados a Processos Seletivos da Saúde e Agepen

ObservaturMS com Big Data

O Observatório do Turismo de Mato Grosso do Sul (ObservaturMS), implementado em 2017 pela FundturMS, se configura uma importante ferramenta de gestão para o turismo sul-mato-grossense. No entanto, a inovação aumenta a competitividade e, na fase de elaboração de estratégias e definição de prioridades, as informações atualizadas auxiliam na tomada de decisões.

“A implementação da plataforma será um passo muito importante para o ObservaturMS ao realizar as entregas com base em Big Data e será um complemento ao que já vem sendo executado. Porém não olharemos apenas os dados passados, mas passaremos a ver cenários futuros incentivando sobremaneira novos negócios e investimentos no setor”, explica a Dra. Danielle Cardoso de Moura, gerente do ObservaturMS.

Entrega das propostas

As propostas deverão ser entregues em envelope lacrado na sede da Fundação de Turismo de MS e o prazo limite é dia 21 de fevereiro de 2022, às 17h. Informações sobre documentação, forma e local de apresentação da proposta, processo de seleção, cronograma, entre outras, estão disponíveis no site www.turismo.ms.gov.br/editais-e-convenios.

Leia Também:  Semana começa com tempo firme e temperaturas podem ultrapassar os 35º

Texto e foto: Débora Bordin – FundturMS

Fonte: Governo MS

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

MATO GROSSO DO SUL

Imprensa nacional desmascarada farsa tucana para acusar Marquinhos Trad e ameaças de secretário de segurança contra ele

Publicados

em

Após a divulgação de um inquérito em tese sigiloso, vazado em tempo recorde, a imprensa nacional – tanto a revista Veja quanto a Folha de São Paulo, trouxeram à tona o que seria um dos motivos da denúncia contra Marquinhos Trad (PSD) pré candidato ao Governo do Estado em Mato Grosso do Sul.

Alem das acusações de assédio sexual, que foram feitas por três mulheres, também foi revelada a tentativa de comprar depoimentos e ameaça.

De acordo com a denúncia da revista Veja, o pré-candidato Marquinhos Trad (PSD), ex-prefeito de Campo Grande, contou que sofreu ameaças do delegado Antônio Carlos Videira, atual secretário de Segurança Pública do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que tenta emplacar outro secretário, Eduardo Riedel (PSDB), como sucessor no governo.

As ameaças começaram após o ex-prefeito criticar, em suas redes sociais, uma ação da Polícia Militar do estado que culminou na morte de um indígena da etnia guarani-kaiowá, no fim de junho.
Em resposta, Videira teria mandado algumas mensagens a Trad com o tom de ameaça. “Não se esqueça do papel que desempenhei no passado. Não bata na segurança pública que tudo pode continuar bem”, teria escrito o secretário. “Só precisamos alinhar as falas sobre segurança pública daqui para frente. (…). Retrate-se Marcos, só isso que os policiais estão esperando”, continuou.

Leia Também:  Caravana da Saúde realiza mais seis mil procedimentos entre cirurgias e exames de média e alta complexidade

Prints com ameaças

Os prints da conversa entre Videira e Trad no WhatsApp foram divulgadas tanto pela revista Veja quanto pela Folha de São Paulo.

Pela linha do tempo, foi o que bastou para que logo em seguida Marquinhos passasse a ser alvo de uma investigação da Polícia Civil sobre supostos abusos sexuais que o ex-prefeito teria cometido em 2020, quando ainda estava no cargo de prefeito. Marquinhos nega as acusações, feitas por ao menos três mulheres em depoimento à Polícia Civil.

Tucano ofereceu ofereceu R$ 150 mil para mulheres denunciarem Trad
Vale lembrar que uma mulher que não foi identificada já havia denunciado que Carlos Alberto Assis ofereceu 150 mil reais por vídeos ou conversas que pudessem comprometer o candidato do PSD. A mulher do vídeo também acusa do mesmo crime Vagner Almeida, assessor de Azambuja.

Vale lembrar que, a última pesquisa para o governo sul-matogrossense, divulgada pelo instituto Real Time Big Data em 14 de junho, Marquinhos Trad está empatado na margem de erro de três pontos para mais ou para menos com os candidatos André Puccinelli (MDB) e Rose Modesto (União Brasil). Trad teria 22%, Puccinelli 21% e Rose, 15%. Riedel aparece abaixo do trio, com 8% das intenções de voto.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

TRÊS LAGOAS MS

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA