TRÊS LAGOAS

POLÍCIA

Polícia Militar de Ponta Porã recupera caminhão roubado

Publicados

POLÍCIA


Ponta Porã (MS) – Policiais Militares do 4º Batalhão de Polícia Militar recuperaram um caminhão roubado e localizaram vítima, após ser mantida como refém.

A ocorrência foi registrada na manhã desta quarta-feira (23/2), por volta das 11 horas quando o CIOPS de Ponta Porã recebeu uma ligação, via 190, relatando que um homem de 56 anos de idade, vítima sequestro e roubo, acabara de ser liberado, após ter sido mantido como refém durante toda a manhã.

Os Policiais Militares foram ao encontro da vítima, que assustada relatou que chegou na tarde de ontem (22/2) e carregou o caminhão com 35 toneladas de soja, posteriormente pernoitou e na manhã de hoje, por volta das 5 horas da manhã, ao se levantar, foi abordada por três homens encapuzados que o renderam, colocando algemas e um pano para cobrir seu rosto.

Os autores mantiveram o homem algemado e com o rosto coberto por toda a manhã, e somente por volta das 9h30 o liberaram em uma rua deserta de chão. O homem saiu correndo até localizar algumas pessoas as quais o ajudaram.

Leia Também:  Policiais militares de Aparecida do Taboado recebem “Moção de Congratulação” da Câmara Municipal de Vereadores

Diante das informações os Policiais, juntamente com o CIOPS, conseguiram localizar o caminhão nas proximidades de Sanga Puitã, no entanto a carga fora desacoplada do caminhão, e provavelmente levada para o Paraguai, não sendo possível sua localização.

A Polícia Militar encaminhou a vítima e o caminhão recuperado até a Delegacia de Polícia Civil, para os procedimentos legais.

Assessoria de Comunicação do 4ºBPM/CPA 1

“Guardião da Cidadania Fronteiriça”

Publicado por: Paulina Ribeiro

Fonte: PM MS

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

POLÍCIA

Mãe de jovem assassinado vai doar córneas do filho para salvar outras famílias

Publicados

em

Por

A mãe do jovem de 19 anos assassinado na tarde desta segunda-feira (25) disse que irá doar as córneas do filho para salvas outras famílias. Estarrecida com a violência que presenciou dentro da sua própria casa, no Jardim Noroeste, ela quer ajudar outras pessoas a viver.

Em entrevista ao jornal, a mulher contou que não tinha medo da morte, pois “todos vamos morrer um dia, mas fiquei aterrorizada com a violência que mataram meu filho”. No início da tarde três homens invadiram a casa dela e dispararam diversas vezes contra o jovem.

Ela estendia roupa no quintal no momento em que os homens entraram. “Tentei segurar eles, impedir, por que eu sabia que estavam atrás do meu filho, mas eles entraram e eu só ouvi os tiros”, contou.

De acordo com o delegado Reges de Almeida da 3° Delegacia de Polícia, o jovem foi assassinado com diversos tiros de duas armas de fogo diferentes. Os disparos atingiram várias partes do corpo e todas as linhas de investigação serão apuradas, segundo ele.

Leia Também:  POLÍCIA MILITAR PRENDE HOMEM POR FURTO E DIREÇÃO PERIGOSA

O rapaz era usuário de drogas, mas a mãe alega não saber a quantia que ele devia ao tráfico. Moradores ainda relataram que o rapaz mora com a mãe e o padrasto. A família chegou minutos antes para o almoço.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

TRÊS LAGOAS MS

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA